2 Ritas. 2 Canções. 2 Variantes Linguísticas

violeiro chico

 

Você navega bem pelas variantes linguísticas da língua brasileira? Isto é, consegue compreender suas diferenças satisfatoriamente e sem preconceito? Então experimente seus conhecimentos curtindo dois belos exemplares do concioneiro popular brasileiro.

Longe de ser um todo uniforme e imutável, toda língua possui variantes territoriais, sociais, históricas, profissionais dentre outras. As pessoas que em geral dominam a expressão oral e escrita do português, por exemplo, são capazes de, reconhecendo cada contexto da comunicação, transitar pelos diversos níveis de linguagem. Tendo isso em mente, considere as letras de canção abaixo e reflita sobre as oito afirmações a seguir:

TEXTO I – RANCHO DA SERRA

No meu rancho da serra
Eu briguei co’a Ritinha
Resolvi separar
Eu garrei meu baú
Ajuntei os meus trens
Ela veio ajudar
Eu fiquei assuntando
Esperando que ela
Fosse me implorar
Mas meu Deus que tristeza
Arrumou me baú
Foi s’imbora deitar

Ai! Eu não vi meu amor soluçar
Eu não vi meu amor implorar
Pedindo pra ficar

Eu sai mundo afora
Procurando esquecer
Mas não consegui
Nessas quatro sumanas
Só Deus pode saber
O que eu sofri
Assuntei, assuntei
E por fim resolvi
É melhor voltar
Ela gosta de mim
Mas eu sei que a Ritinha
Não sabe chorar

 

 TEXTO II – A RITA

A Rita levou meu sorriso
No sorriso dela
Meu assunto
Levou junto com ela
O que me é de direito
Arrancou-me do peito
E tem mais
Levou seu retrato, seu trapo, seu prato
Que papel!
Uma imagem de São Francisco
E um bom disco de Noel

A Rita matou nosso amor
De vingança
Nem herança deixou
Não levou um tostão
Porque não tinha não
Mas causou perdas e danos
Levou os meus planos
Meus pobres enganos
Os meus vinte anos
O meu coração
E além de tudo
Me deixou mudo
O violão

Afirmações:

I. Os dois textos estão escritos no registro oral da língua portuguesa, isto é, aproximam-se da maneira como da fala cotidiana. O Texto I lembra a variante rural, o Texto II a variante urbana.

II. No Texto I, Ritinha abandona o marido sozinho até se arrepender e retornar ao lar. No Texto II, Rita fica em casa cuidando do dinheiro do marido.

III. Você é um médico, por isso deve empregar uma linguagem absolutamente técnica ao se dirigir tanto ao narrador do Texto I quanto ao do Texto II.

IV. Você trabalha com telefonia celular. Como bom vendedor, para que suas vendas sejam bem-sucedida, você emprega linguagem semelhante à rural para o narrador do Texto I, e semelhante à urbana para o narrador de Texto II.

V. Depois de 4 semanas, o narrador do Texto I volta para casa. Já o narrador do Texto II, com a separação, vê-se em situação pior porque agora, além da pobreza, está sem companheira.

VI. A expressão “nessas quatro sumanas” é mais comum em áreas rurais, já “e tem mais” em espaços urbanos.

VII. O Texto I trás à cena o “rancho da serra”, um conhecido espaço urbano.

VIII. O Texto II apresenta um comportamento típico das donas-de-casa tradicionais, qual seja abandonar o lar.

Alternativas:

(A) Todas as afirmações incorretas.

(B) II, IV, V e VIII incorretas.

(C) Todas as afirmações corretas.

(D) I, IV, V e VI corretas.

(E) Apenas IV e VII corretas.

 

Por Pedro Marques
18 ago. 2010

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+Share on LinkedIn