Apocalypse Now: Cluster Cultural

Para curso ou oficina de formação de leitores.

apocalypse-now04Introdução

Além de questões históricas e geopolíticas que envolvem a Guerra do Vietnã (1959-1975), o filme Apocalypse Now (1979), do cineasta norte-americano Francis Ford Coppola (1939-), prepara uma tormenta sobre a interioridade humana: fronteiras frágeis entre racionalidade e irracionalidade, bem e mal, civilização e barbárie, razão e crença, consciência e inconsciência. O personagem principal, Capitão Willard – espécie de co-narrador do filme –, a representar em si as tensões e horrores não apenas de um único soldado.

 Apocalypse Now é adaptação livre de Coração das Trevas (1902), novela em língua inglesa do escritor polonês Joseph Conrad (1857-1924). Além disso, os roteiristas (Coppola e John Milius) fazem ecoar pelo menos outras três fontes: 1) o Apocalipse, atribuído a São João; 2) Os Homens Ocos, do poeta norte-americano-britânico T.S. Eliot (1888-1965), já releitura da narrativa de Conrad; 3) a canção O Fim, com letra de Jim Morrison (1943-1971) para os Doors, cujo questionamento da cultura ocidental estabelecida retoma, em parte, as idéias de Conrad e Eliot.

Tarefa

O cinema funde diversas linguagens e mídias (sonoras, pictóricas e verbais). Mas é a literatura quem exerce grande poder sobre qualquer roteiro adaptado ou original. Por ser mais jovem e precisar do texto – e não apenas para os diálogos – há uma tendência natural da sétima arte em capturar obras de ficção e não-ficção.

Em grupos de 5, reflitam sobre as fontes de Apocalypse Now. Em seguida, desenvolvam um artigo com no mínimo 5 páginas que apresente e comente pelo menos 4 cenas do filme.

Processo

1ª. Etapa:

Ler e fichar as referências literárias indicadas na seção Recursos. Data de entrega: xx/xx/20xx.

2ª. Etapa:

Assistir ao filme.

3ª. Etapa:

Cada membro do grupo seleciona uma cena claramente associada a uma das fontes indicadas ou descobertas.

4ª. Etapa:

Cada membro redige um texto que mostre e comente a adaptação de determinada fonte numa cena. Data de entrega: xx/xx/20xx.

5ª. Etapa:

Redação final do artigo. O grupo organiza o texto com a estrutura 1) introdução, 2) comentários sobre as quatro cenas e 3) considerações finais. Data de entrega: xx/xx/20xx.

Recursos

Apocalipse, o termo:

Houaiss, Antonio; Villar, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001.

Aulete Digital – Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Lexikon, 2006. Online: http://www.auletedigital.com.br/default.asp Acesso: 21/01/2008.

Apocalypse Now:

Coppola, Francis Ford. Apocalypse Now. EUA: Zoetrope Studios, 1979.Online: http://www.apocalypsenow.com/ Acesso 28/03/2011.

Bíblia:

Bíblia Online: 54 edições. “Apocalipse”. Versão católica em português. Online: http://www.bibliaonline.com.br/vc/ap/1 Acesso: 28/03/2011.

Nova Vulgata – Bibliorum Sacrorum Editio. “Apocalypsis Ioannis”. Versão católica em latim. Online: http://www.vatican.va/archive/bible/nova_vulgata/documents/nova-vulgata_nt_apocalypsis-ioannis_lt.html Acesso: 28/03/2011.

O Coração das Trevas:

Conrad, Joseph. O Coração das trevas. Tradução de Albino Poli Jr. Porto Alegre: L&PM, 2002.

___. The Heart of Darkness. Online: http://www.bibliomania.com/0/0/15/28/frameset.html Acesso: 21/01/2008.

O Fim:

The Doors. The Doors. EUA: Elektra Records, 1967

The End. Online: http://www.lyricsfreak.com/d/doors/the+end_20042686.html Acesso: 21/01/2008.

O Fim. Versão em português. Online: http://www.cifras.com.br/traducao/the-doors/the-end Acesso: 21/01/2008.

Os Homens Ocos:

Eliot, T.S. Poesia (Vol. I). Edição Bilíngüe. Tradução Ivan Junqueira. São Paulo: Arx, 2004.

The Hollow Men. Online: http://www.americanpoems.com/poets/tseliot/1076 Acesso: 28/03/2011.

Os Homens Ocos. Tradução Ivan Junqueira. Online: http://www.casadobruxo.com.br/poesia/t/tse03.htm Acesso: 21/01/2008.

Dos Livros para o Cinema:

Polli, Marco. “Dos Livros para o Cinema”, in Le Monde Diplomatique, 3-11-2007. On-line: http://diplo.dreamhosters.com/2007-11,a1989.html Acesso: 21/01/2008.

Avaliação

Monitoro e facilito o andamento que cada membro ou grupo imprime a este desafio de aprendizagem. A nota final (10,0) compõe-se de:

Avaliação do processo (80% da nota):

– Cada uma das quatro etapas iniciais é monitorada. Espera-se, portanto, que sejam desenvolvidas progressivamente, jamais de última hora e ao mesmo tempo;

– Valoriza-se o envolvimento do grupo, a capacidade de colocar e superar desafios, a qualidade das dúvidas, impasses e reflexões;

– Cada uma das quatro primeiras etapas vale 2,0 pontos cada.

Avaliação final (20% da nota):

– Avaliação da 5ª. etapa;

– Competência metodológica e normativa;

– Estabelecimento de conexões;

– Interpretação e diferenciação de objetos artístico-literários;

– Mobilização de novas informações.

Conclusão

Este WebQuest procura mostrar a expressão literária perpassando outras artes e mídias. Também sinaliza para o movimento contrário, ou seja, música e cinema, por exemplo, influenciam romances, contos e poemas.

A capacidade de notar o trânsito entre artes e saberes é, certamente, um dos pré-requisitos do leitor profissional. Daí a importância de atividades que estimulem a ampliação de repertório cultural. Um filme ou uma obra literária jamais se fecham em si mesmos, estão, em geral, ajudando a sustentar grandes universos significativos. São clusters culturais, porta de entrada para uma rede de conhecimento, informação e entretenimento.

Créditos & Referências

WebQuest de Pedro Marques adaptado ao modelo de Barnie Dodge (http://webquest.org/index-create.php).

 

Por Pedro Marques
28 mar. 2011

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+Share on LinkedIn