Trovar punk


1.
Punhetinha quando nasce,
se esparrama pela mão;
poetinha quando grita,
faz trovão no cuecão.
04jul2017

2.
Decretada a Lei Joesley
que aparta o Brasil Curral:
pra lá bandido, sem ISO;
pra cá arrouba, capital.
09jul2017

3.
A minha gente fodida
amarelou-se na dor,
pra ver o Temer passar
votando coisas de horror.
11jul2017

4.
Senadores que vão surdos
à despossuída gente,
no Inferno esse triste grito
hão de ouvir eternamente.
13jul2017

5.
Caminhando e cagando
e assistindo o Faustão,
somos todos boçais
empre(gados) ou não.
16jul2017

6.
A tiete de escritor
tira foto e faz joinha;
o puxa saco de crítico
chupa até fazer cosquinha.
18jul2017

7.
Yeah, eu quero ficar bem!
Espero que o PMDB
assegure o Sol pra todos
e pra mim Bolsa LSD.
20jul2017

8.
Eu sou Marco Aurélio e melo
o Judiciário de bosta:
sardinha tem lata fria,
tubarão tem quente costa.
23jul2017

9.
Causa pena e causa dano
ver Leitão de jornalista;
a notícia a pururuca,
a peruca narcisista.
25jul2017

10.
A ideologia que vende
a ciência como gasto,
a cultura como luxo,
trata escola como pasto.
27jul2017

11.
Muitos amam a Poesia
de comercial e de festa;
poucos sabem que ela entorta
até o cu beijar a testa.
30jul2017

12.
Eu não troco o Aecinho
noiadinho de por pó,
pruma boca na cidade
nem que cheire a bangaló.
01ago2017

13.
Falam de catequizados,
papagaios do Pirata;
e votam de financiados,
lalacaios da Gravata.
03ago2017

14.
Desgraça pouca é bobagem
– aids, pop, repressão –
e o empalamento só engrossa
– Temer, PEC, mensalão.
06ago2017

15.
Sendo a Senhora do lar,
diz que moqueia o pitu;
mas sendo a Madame dólar,
Disk Boi no Jaburu.
08ago2017

16.
É justo porque tem medo
que vive latindo Adorno;
um topete de toy poodle
desfilando seu transtorno.
10ago2017

17.
Virtuoso ou corrompido,
tem toda marca de pai;
ande no céu ou na terra,
do coração nunca sai.
13ago2017

18.
Jonas Canivete corta
na carne de quem não tem;
o Boi Falô que em Campinas
condominizaram o bem.
15ago2017

19.
Doria cospe a Doriana
pra entubar os paulistanos;
cada seu consumidor
subloca o próprio ânus.
17ago2017

20.
Alminhas super compradas
pelo Bispo Senador;
logo mais ele vos prega,
e com a vara do Senhor.
20ago2017

21.
O escorpião sem ferrão,
o punk sem atitude,
o poeta sem cortante:
eis o mundo com saúde.
22ago2017

22.
De laranja fala o Maia,
de limão fala o Itaú,
do que a terra, mais garrida,
fala um falo em cada cu.
24ago2017

23.
Já que a Justiça boceja,
eu te prendo nesta quadra,
banqueiro do cu blindado
faturando o quanto ladra.
27ago2017

24.
Se a fome da Companhia
ultrapassa a da favela,
dá-lhe uma Capitania
de ouro e mata por tutela.
29ago2017

25.
Todo dia o CEOzinho
cavalga um pouco o Copeiro,
que passa o sebo do saco
no pão que o boss papa inteiro.
31ago2017

26.
“Não gosto de ouvir bobagem!”,
você tem me reclamado…
Cara, não precisa ir longe,
basta só seguir calado…
03set2017

27.
A estatal engorda Lattes,
a privada investidor;
se juntar o bom de cada
não dá Ensino Superior.
05set2017

28.
E o povo insiste por conta,
sem time, partido ou estado;
com fé, cassetete e ponto,
independente e abusado.
07set2017

29.
Passo o dia contemplando
certa boca milimétrica,
sem entender como lá dentro
cabe língua quilométrica.
10set2017

30.
O rabo dado escondido
pega do crime a feição;
o roubo pego em flagrante,
se grande, não dá prisão.
12set2017

31.
Em verso de cinco
passei pra dizer:
não venha de quatro
que toco a meter.
14set2017

32.
Vou-me embora, vou-me embora,
volto na vida que vem…
No retorno, o tal Brasil,
será dos mesmos, porém.
17set2017

33.
“Quem gosta da pica é bicha,
mulher gosta é do dinheiro”:
discursava o Presidente
na ONU, pro mundo inteiro.
19set2017

34.
Aos de nariz empinado,
o que vem a ser “chubasa”?
Marmiteiro que, bem cedo,
fede a chulé, bafo e asa.
21set2017

35.
Fez correr a minissaia
e a calcinha de lambuja,
mas na hora do chupisco
era um dito a dita cuja.
24set2017

36.
Cuzão vestindo elogio,
poetaço fraudulento,
na sua gangue se camufla
arte de orelha e jumento.
26set2017

37.
A propina, como bônus
ad aeternum, hei de amá-la;
para o Estado fica o ônus,
para mim a grana em mala.
28set2017

38.
Fofoqueiro de política,
seu mullet enfeita a tela;
Diogro, o anta agonista,
Nelson Rubens se revela.
01out2017

39.
A empresa te come a carne,
o amor te arrebenta o peito,
o banco te arranca o couro
e a igreja te dopa a jeito.
03out2017

40.
Bastaria uma granada
em cada rádio do Demo
rasgando o falso profeta
que bodeja de blasfemo?
05out2017

41.
Se eu disser que meio a foda,
você pede sova inteira;
se eu disser que inteiro a roda,
você geme trova e meia.
08out2017

42.
Cada mãe e cada escola
morreu com Heley um pouco;
contra o assassino e o descaso,
contra o fogo, um anjo louco.
10out2017

43.
Intervindo pelo grande,
o Estado é terna Maria;
já tratando o mais miúdo,
é Cão que corta e judia.
12out2017

44.
O Professor com P grande
não faz do aluno seu burro,
não faz da prova tortura,
nem dá piti, show de zurro.
15out2017

45.
Quanto maior o carrão,
menor, de certo, o pintinho.
E a altura do pancadão?
Encobre um brocha, tadinho.
17out2017

46.
O poeta é tão palhaço
que, de bico, te pinica;
o palhaço é tão poeta
que, de língua, te fornica.
19out2017

47.
A Revolta está de férias
afiando o fio da faca
sedenta pela Fazenda
que faz o Estado de vaca.
22out2017

48.
Enquanto a boca discursa
fome, igualdade e ato falho;
rabo-de-arraia na Bolsa
que caga a crise, caralho!
24out2017

49.
Pelo Fora Temer: Morra Temer!
Pela Lava a Jato: Mata Rato!
Pelo Brasil Limpo: Brasil Tinto
de sangue do bandido distinto!
26out2017

50.
Para quebrar o rentista… só avista…
Para se abrir a empreiteira… sujeira…
Para acalmar a bancada… mesada…
Para a canção que lembreis… Wando Reis…
29out2017

51.
No camburão, tu vê bruxa,
ora o cu tranca, ora pisca;
não te vale a psicanálise,
sociologia ou linguística.
31out2017

52.
É um tempo de necrotério,
mortos governando vivos,
cada jovem um cemitério
de sonhos intransitivos.
02nov2017

53.
No prelúdio da trepada,
a língua arrepia e lixa;
durante, as almas se ralam;
por fim, meu Amor cochicha.
05nov2017

54.
Me enrolando feito um fino
ou me picando na veia,
te duro o soco de um sino
que no teu coco sereia.
07nov2017

55.
Tantos idiomas falava
e não conhecia banho;
quem lhe chupasse de língua
curtia o fedor do ranho.
09nov2017

56.
Diretora que é biscate,
corno e prole no retrato,
tem xavasca de alicate,
só contrata pau novato.
12nov2017

57.
A Empresa Republicana
nasceu motivacional,
“abre as asas sobre nós”,
delira o hino teatral.
14nov2017

58.
O Brasil de novo é velho
na vã tara de mandar;
velhustro alicia o Estado,
velhaco bom de abusar.
16nov2017

59.
Num lampejo Amor é doce
que congela tão salgado;
quem peleja com o Pelintra,
ou tá doido ou tá danado.
19nov2017

60.
Segure o riso se ouvir
o intelecto de boteco;
ele caga enquanto pensa,
orientando peidando eco.
21nov2017

61.
Partiu Primavera?
Uai, vou lá de haicai!
Que nada… Quem dera…
Pra nova estação, vai trova.
23nov2017

62.
Dá de doida quando fala,
homeopata quando escreve;
fica esperta nos contatos,
que o talento vive em greve.
26nov2017

63.
Cara escarrada de santo
com uma língua do diabo,
esquece sua vida inútil
cuidando do alheio rabo.
28nov2017

64.
O milico feito estátua
todo cagado de pombo,
nariz quebrado, sem nome,
tão vaidoso até no tombo.
30nov2017

65.
Manja a mina metidinha
que sequer trepa à vontade?
Se acha a Mulher Maravilha
mesmo na mediocridade.
03dez2017

66.
A Puta volta pra casa
depois de um duro plantão,
tromba a Gineco no ponto
e as duas se dão serão.
05dez2017

67.
Disparando “queima rosca”,
“morde fronha”, “mão na grama”,
o caçador de “gazela”,
lá no esfíncter, coça um drama.
07dez2017

68.
Vomita no pau do esposo
tal é o nojo da rotina,
e limpa a rola do amante
que voa do cu latrina.
10dez2017

69.
Foi trova de meia-nove
do punk que tudo ensaca;
foi bunda que come a surra
da boca que caga faca.
12dez2017

Por Pedro Marques
http://www.poesiaamao.com.br/trovar-punk/

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+Share on LinkedIn